O que é Data Driven e quais os seus benefícios para as empresas?

4 minutos para ler

Todo mundo conhece histórias de empresários famosos que construíram impérios e ficaram milionários tomando decisões com base apenas nas suas percepções sobre o mercado. A verdade, no entanto, é que existe pouco espaço no mundo atualmente para uma atuação desse tipo.

O avanço tecnológico tornou o mercado muito mais competitivo. O outro lado da moeda é que contamos com a vantagem de ter uma enorme quantidade de dados à nossa disposição, que podem ser trabalhados e gerar informações úteis para o negócio. As empresas que colocam os dados no centro de suas decisões adotam uma cultura data driven.

Mas você sabe o que é data driven? É o que vamos explicar neste artigo, além de mostrar quais são os benefícios que ela proporciona para o negócio. Confira!

O que é data driven?

Ser data driven está mais ligado a uma cultura, uma postura da empresa, do que a qualquer ferramenta tecnológica. As organizações contam atualmente com uma vasta quantidade de dados sobre os quais elas podem trabalhar em todas as esferas — comportamento do consumidor, marketing, risco de inadimplência, opções de pagamento. Não é à toa que se fala tanto em Big Data hoje em dia.

A cultura data driven é aquela em que a empresa coloca os dados no centro das suas decisões, sejam eles aqueles produzidos internamente, sejam os dados externos aos quais ela tem acesso. O importante aqui é saber trabalhar esses dados de forma a transformá-los em informações úteis para o negócio.

Aqui vale fazer uma observação importante. Temos uma legislação, a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados), que determina regras claras e rígidas para a coleta, tratamento, armazenamento e uso de dados. Assim, é essencial que as organizações observem a lei e cumpram suas determinações, de forma a evitar multas e outras penalidades.

Quais os benefícios de adotar uma cultura data driven?

Como dissemos acima, adotar uma cultura data driven pode trazer uma série de vantagens para a empresa e colocá-la à frente da concorrência. Veja abaixo.

Permite tomar decisões mais estratégicas

Decidir os rumos da organização não é uma tarefa fácil. Temos exemplos muito conhecidos de empresas que tomaram o caminho errado e naufragaram. O caso mais famoso talvez seja o da Kodak, que não acreditou na passagem para o digital e simplesmente foi eliminada do mercado. Na outra ponta, vemos outras companhias que tiveram enorme sucesso em ler as tendências, como a Amazon.

A companhia liderada por Jeff Bezos é um exemplo de cultura data driven. Ela detém uma enorme quantidade de dados sobre seus clientes e sobre o mercado e os utiliza nas decisões mais estratégicas.

Ajuda a identificar oportunidades

Da mesma forma, os dados podem ajudar a identificar tendências e oportunidades que os concorrentes ainda não estão explorando.

Uma grande rede de fast food, por exemplo, descobriu que o horário de maior pico de vendas de milkshakes era das 6h às 9h. Ao investigar os motivos para isso, descobriu que as pessoas consumiam o produto como café da manhã, porque sustentava e era cômodo de carregar em uma mão só no trajeto para a escola ou para o trabalho. Com isso, conseguiu tomar ações para aumentar as vendas de milkshakes.

Traz insights para inovação

Não há mais dúvidas de que as empresas que querem se manter no mercado precisam inovar. Pense em como era sua vida há 20 anos e como ela é hoje. Os celulares não tinham internet, o Facebook não existia, o Google não era conhecido, a Amazon era apenas uma livraria e você precisava ir fisicamente a uma agência se quisesse fazer uma transação bancária.

Por outro lado, acertar na inovação também não é fácil e são os dados que vão trazer os insumos necessários para identificar oportunidades ainda não exploradas.

Reduz riscos

Por fim, ter uma cultura data driven reduz riscos de tomar decisões que não façam sentido e se baseiam apenas nas nossas preferências pessoais e na nossa subjetividade. Nem sempre o que nós queremos é o que o mercado demanda.

Agora você já sabe o que é data driven e como sua empresa pode se beneficiar ao adotar essa cultura. Ela torna as decisões mais objetivas e profissionais e coloca sua organização em outro patamar, mais preparada para se destacar no mercado.

Gostou deste artigo? Então, aproveite para disseminar o conhecimento compartilhando-o nas suas redes sociais!

Você também pode gostar

Deixe um comentário