5 dicas sobre como reduzir a carga tributária em empresas

4 minutos para ler

A elevada carga tributária brasileira é uma das grandes preocupações de empresários e investidores no país. E motivos não faltam para isso. Afinal, os tributos consomem, em média, o valor proporcional a 33,05% do faturamento, 47,14% dos custos e 52,23% sobre o lucro. Ou seja, reduzir a carga tributária das empresas é não apenas necessário, mas, também, fundamental para a saúde financeira de todo e qualquer empreendimento.

Mas é possível reduzir a carga tributária, ampliando, assim, a competitividade no mercado nacional e internacional, sem infringir as leis? Sim, sim, sim! Mas é preciso conhecer profundamente as normas e regras estabelecidas. Bem como permanecer atento às constantes mudanças legais. Porque existem, sim, diversas medidas legais que podem ajudar a reduzir essa quantidade de tributos.

Para saber quais e como fazer uso delas, confira nosso artigo completo, com 5 dicas fundamentais para melhorar sua gestão tributária.

1. Organize a empresa

Pode parecer óbvio, mas a primeira e mais importante dica, a que vai, inclusive, viabilizar a implantação das outras é: organize sua empresa. Tenha total controle da sua vida financeira e clareza absoluta sobre os custos e margens de lucro. Dessa forma, é mais fácil pensar em estratégias que visem reduzir a carga tributária.

Para isso, invista em bons colaboradores, sejam administradores, advogados ou contadores. Mas, também, invista em tecnologia. Atualmente, existem diversos softwares de gestão empresarial, com excelente custo-benefício. E que podem colaborar e muito com a tarefa de manter as atividades administrativas da sua empresa em dia.

2. Adeque o enquadramento jurídico

O sistema tributário brasileiro permite o enquadramento de empresas em três modelos diferentes; Simples Nacional, Lucro Real ou Lucro Presumido. A opção é realizada anualmente e determina as alíquotas dos impostos a serem recolhidos.

Para fazer a escolha mais adequada, é fundamental contar com o auxílio de um bom profissional. Uma vez que se faz necessário entender a realidade da empresa, levando em conta questões como porte, capital, fluxo de caixa, bens e patrimônios.

3. Tire o melhor proveito dos benefícios fiscais

Benefícios fiscais consistem na redução ou eliminação, direta ou indireta, de qualquer ônus tributário, oriundo de lei ou norma específica. Podem ser, em linhas gerais, concessões, redução de base de cálculo, isenção na alíquota e/ou subvenções. Seja no âmbito municipal, estadual ou federal.

Assim sendo, estados e municípios podem adotar a política pública de benefícios fiscais que melhor os convier. De modo, que é preciso estar atento não apenas aos benefícios da região em que sua empresa está inserida; mas, também, às mudanças ocorridas ao longo do tempo.

4. Ajuste o pró-labore

Você sabia que apesar da incidência de Imposto de Renda sobre o pró-labore, não há cobrança desse tributo sobre os valores da divisão anual de lucros? Além disso, outro tributo com incidência sobre o pró-labore é a contribuição previdenciária, que aumenta conforme o valor dessa retirada. Assim, é importante considerar o ajuste do pró-labore e uma eventual elevação na repartição anual do lucro.

5. Não misture contas pessoais e contas da empresa

Um erro recorrente em empresas dos mais variados portes é misturar a vida financeira pessoal dos proprietários com as corporativas. E não falamos apenas de despesas, mas também da injeção de capital, que pode proporcionar uma falsa sensação de lucratividade. Inclusive, impactando na alíquota de tributação. Com isso, além de gastar mais com o pagamento de impostos, taxas e contribuições, você ainda pode comprometer a credibilidade da sua empresa e ter que arcar com processos administrativos de altíssimos custos.

Reduzir carga tributária nas empresas é uma prioridade cada vez maior no ramo corporativo e seguir essas dicas pode desafogar seu negócio.

Então, este texto ajudou você? Curta nossas redes sociais e acompanhe nossos conteúdos.

Você também pode gostar

Deixe um comentário